domingo, 16 de dezembro de 2012

Tatuagens Nandi - Desenhos, Significados e Fotos de tatuagens

Na maioria das mitologias, o touro é uma encarnação da potência do macho, força, virilidade e poder. No entanto, Isso não se aplica a Nandi, , o touro do deus hindu, Shiva . Nandi é a personificação da entrega ao divino, e é considerado um dos principais símbolos de Shiva.
A potência humilde e respeitosa - como motivo de uma tatuagem pode  estar profundamente em sintonia com os novos tempos em que vivemos
Nandi, o touro amado do Senhor Shiva, foi descrito na lenda como orgulhoso de seu papel como vahara Shiva (veículo). Para ensinar a Nandi uma lição de humildade, Shiva colocou uma mecha de seu próprio cabelo em volta do touro. De repente fraco demais para suportar a carga, Nandi caiu de joelhos. Prostrando-se, pediu perdão do Senhor Shiva. Nandi foi posteriormente iniciado na sabedoria divina, e daquele dia em diante, ele não era apenas vahara Shiva, mas também seu principal discípulo.




Na religião hindu, Nandi tornou-se venerado como o símbolo da renovação da fertilidade, da motivação correta, e aspiração religiosa. Somente por perpetuar esses atributos pessoais podem todos os aspectos da lei divina florescer.
A Devoção de Nandi ao seu mestre foi tanta a ponto de sacrificar sua própria vida. O mito conta que Shiva ingeriu o "veneno do Karma humano" como uma exposição de auto-sacrifício. Vendo seu mestre preparado para a sua vida, Nandi estava disposto a fazer o mesmo. Shiva, percebendo que seu amado vahara não poderia suportar os efeitos do veneno, Shiva protegeu Nandi de seu destino. Depois disso,  Nandi  tornou-se seu guardião sempre presente e fonte de devoção para os seguidores de Shiva.
Senhor Shiva, montando um símbolo poderoso de energia sexual e fertilidade, demonstra seu controle sobre as próprias forças. Nandi, o companheiro constante de Shiva, simboliza o ideal metafísico na forma natural.
A imagem de Nandi pode ser vista em  casas ao longo da Índia. Estátuas do touro sagrado - geralmente com as pernas dobradas debaixo dele em modo passivo, pronto para atender ao chamado do Senhor Shiva - aparece fora dos templos e santuários onde Shiva é reverenciado. O crente pede a bênção de Nandi antes de passar o limite para o lugar de adoração. Às vezes Nandi é retratado como branco, a cor usada pelos iniciados, embora seja frequentemente descrito como negro, simbolizando a terra .Pinturas e esculturas populares mostram Nandi carregando Shiva e sua consorte, Parvati, de costas.
Na  Índia e no Sri Lanka, o touro era um deus principal em seu próprio direito, entre agricultores e pastores. Moedas inscritas com a imagem de  Nandi têm mais de mil anos, o que indica que o touro era tanto um animal sacrificial e sagrado. A Adoração ao touro foi destaque em culturas que fizeram uma rápida transição de caçadores-coletores economias para a agricultura. Segue-se que o gado estaria entre os primeiros animais a serem domesticados. Como tal, o touro não foi mais utilizado em rituais de sacrifício, nem foi comido por devotos hindus. No Sri Lanka, em 1948, o leão como símbolo da nação tâmil foi substituído em sua bandeira por Nandi, o touro de Shiva. Isso Refletiu a  ligação das pessoas com a agricultura e pecuária, e sua longa associação com a veneração do touro. O touro ainda é reverenciado no Sri Lanka, embora sem as associações políticas, só religiosas.
Na língua tâmil, Nandi significa 'aquele que bloqueia o caminho ", fazendo dele um guardião adequado de santuário de Shiva.


Nenhum comentário:

Postar um comentário